Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


Justo Castigo

©Dalva Agne Lynch



Recentemente, tive um namorado super mulherengo. Ele era um amorzinho em todos os outros aspectos, mas, coitado - não podia ver mulher. Na época, eu estava preparando uma festa na qual ele, que era dançarino, iria se apresentar.

Durante um fim-de-semana, ele sumiu - e carregando uma soma considerável de dinheiro que precisava me entregar. Ficou desaparecido por uma semana.

Ao retornar, desavergonhadamente me contou, com entusiasmo e de cara lavada, que havia encontrado uma dançarina espetacular, e que havia entrado em conversa para que ela o acompanhasse na apresentação. Encurtando a história: gastara toda a semana e todo o meu dinheiro atrás da mulher, tentando convencê-la a ir para a cama com ele. Claro que rompemos ali mesmo. Perdi o dinheiro e me livrei do cara.

Uma semana mais tarde ele voltou, rabo entre as pernas.

"Cadê a dançarina?"

"Não quero falar nisto."

Depois de muito puxar, já prevendo que a coisa seria hilariante, consegui que ele murmurasse:

"A gente saiu, e ela aceitou ficar comigo."

Eu esperando.

"Daí a gente foi pro motel."

Eu caladinha.

"Ela tirou a roupa... "

Eu não disse nada.

"...e era um travesti... com silicone nos seios..."

Eu ri. Ri até molhar a cama. Valeu a pena cada centavo que perdi com a história.

Como sou Mestra Magista, ele me acusa de ter causado a coisa toda para me vingar de tempos passados...

Não causei. Ou será que...??


foto de Dalva Agne Lynch
Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 28/06/2007
Alterado em 01/11/2010
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA