Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


English version after the one in Portuguese)

Inquirição


Dalva Agne Lynch


Tu me circundas
Assopras
Sopras
Penetras
Consomes
Reprimes
Libertas
Restringes.
Luz ofuscante
Densas trevas
Névoa
Sopro de vida
Sempre em movimento
Pairando...
Tu és Onde
Quando
Mi
Ma
Para além
Dos seres finitos
Inexoravelmente separados
Intrinsecamente dependentes
Frágeis criaturas
Que somos.
Lugares secretos
Pensamentos proibidos
Desejos selvagens
Fogos ardentes
Ventos ululantes
São roupagens
Adornos
De nosso ser
Kliphot
Lechem bizayom
O pão da vergonha.
Eich
Como fugir
De ontem?
Tu não sondas.
Sabes.
Eu caio
Mãos e boca
Em um.
Sondo-te.
Tu, névoa
Luz
Densas trevas
Sopro de vida.
Ao meu chamado
Tu me encaras.
Mi?
–Quem é esta?
Ma?
– O que é isto?
Sou a arte
Que criaste:
Infinito poder
Inexorável independência
Intrínseca liberdade
Para sempre perdoada
Porque pertenço
A Ti.


English Version

Questioning

You surround me
blow over me
- blow me over
penetrate me
consume me
constrain me
free me and
restrain me.
Shining light
deep darkness
invisible mist
breath of life
forever moving
hovering over
You are Where
When
 Mi
Ma
beyond the finite
inexorably separate
intrinsically dependent
frail beings
we are.
Places held secret
- forbidden thoughts
- wild desires
- angry fires
- howling winds
are clothing
adornments
of our beings
kliphot
lechem bizayom
- our bread of shame.
So how
Eich
can I flee
from yesterday?
You won't probe
- You know.
I fall
hands and mouth
as one
probing You.
You, mist
light
deep darkness
breath of life
as I call
You turn me over.
Mi? - Who is this?
Ma? - What is this?
It's the me
You see
- infinite possibilities
- inexorably independent
- intrinsically free
and eternally forgiven
because I'm Yours.





fig. encontrada na net. Se souber o autor, por favor diga-me.
Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 05/05/2007
Alterado em 28/05/2014
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA