Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


Tradução abaixo do original em inglês
 
 
A FIELD OF WHITE FLOWERS
 
 
 
 
There´s a field of white flowers
white flowers in a green field, my friend
in the heart of Normandie.
You may sing,
Where have all the flowers gone
long, long time ago?
You may say,
I see only a graveyard
white crosses in a green field
in the heart of Normandie...
And I will tell you, my friend
those white crosses are white flowers
white flowers of men´s courage
white flowers of sacrifice and duty.
White flowers of mothers´ tears
and wives and husbands´ loneliness.
Yes, they are a field of white flowers, my friend
white flowers in a green field
in the heart of Normandie.
And no, they will not end.
Not now, my friend.
They´ll end when hatred and prejudice
stop sowing red weeds
in the hearts of men.
Until then, my friend
white flowers will keep on growing
because people of courage
like my son
still believe in giving their all to save some
mothers like me
still fall on their knees and pray
for their soldier children
of all races, all colors, all beliefs.
Until then, my friend
there´ll still be a field of white flowers
white flowers in a green field
in the heart of Normandie...
 
Portuguese translation:
 
 
UMA CAMPINA DE FLORES BRANCAS
 
 
 
Há uma campina de flores brancas
flores brancas numa campina verde
no coração da Normadia.
Você pode cantar:
"Aonde foram as flores, há tanto tempo atrás?"
Você pode dizer:
Vejo apenas um cemitério
cruzes brancas em uma campina verde
no coração da Normandia...
E vou dizer-lhe, amigo
aquelas cruzes brancas são flores brancas
flores brancas de coragem
flores brancas de sacrifício e dever.
Flores brancas de lágrimas maternas
e da solidão de esposas e esposos.
Sim, elas são flores brancas, amigo
flores brancas em uma campina verde
no coração da Normandia.
E não, elas não vão ter um fim.
Não agora mesmo, meu amigo.
Elas terão um fim quando ódio e preconceito
não mais semearem ervas daninhas vermelhas
no coração dos homens.
Até lá, amigo
flores brancas continuarão a crescer
porque pessoas de coragem
como meu filho
ainda acreditam em dar tudo para salvar alguns
mães como eu
ainda caem de joelhos e rezam
pelos seus filhos e filhas soldados
de qualquer raça, qualquer cor, qualquer crença.
Até lá, amigo
ainda haverá um campo de flores brancas
flores brancas em uma campina verde
no coração da Normandia...


Foto: meu filho Joe no cemitério dos soldados, na Normandia


Site oficial da autora: http://www.dalvalynch.net
Endereço da autora na Rede de Escritoras Brasileiras (REBRA): http://rebra.org/escritora/escritora_ptbr.php?id=1158




 
 
 
 
Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 29/09/2011
Alterado em 26/05/2016
Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA