Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


English version after the Portuguese original

DEPONHO AS ARMAS

Dalva Agne Lynch
 

Na sala de estar, outra vez brinquedos se espalham pelo chão e pelos móveis. Livros de figurinhas coloridas cobrem a mesa do telefone e o aparador.
 
Sentados sob a enorme árvore de Natal iluminada, Tyler e Zachary, meus dois netinhos, brincam de legos. No sofá, com as pernas cruzadas, minha filha Suzi observa a cena, atenta.
 
Há 25 anos atrás, no Natal de 1985, meus três filhos mais velhos foram sequestrados pelo infame grupo cristão A Família Internacional, ou Meninos de Deus, desaparecendo no Oriente.
 
Quando seus irmãos fugiram do grupo doze anos mais tarde, em julho de 1997, minha Suzi  ficara para trás, por ser menor de idade. Então, apesar da alegria de ter meus dois meninos de volta, a luta continuara.
 
Hoje sou apenas uma névoa esparsa do que fui. O cansaço de todos os anos de batalha me tiraram quase tudo, restando de mim apenas um esboço esmaecido.
 
Esta sou eu, ao pé da escada. Olheiras fundas e braços enfraquecidos. Olhos enevoados pelos anos de estudos, pesquisas, trabalho, e aquela busca aparentemente sem fim.
 
Há quem se ria de mim, chamando-me nomes, fazendo chacota de meus pensamentos esparços e muitas vezes desconectados, lançando-me desaforos e ataques. Leio suas palavras sardônicas e pondero...
 
Que mundo é este, no qual os guerreiros e guerreiras vencedores são ridicularizados e desprezados porque não são mais fortes e invencíveis? Que mundo é este, onde a força e a arrogância são mais desejáveis e apreciadas do que a vitória contra o mal?

E de repente entendo.
 
Levanto a cabeça e observo a cena na sala de estar. Que riam-se os escarnecedores. Neste Natal, Hashem comemora comigo em cada luz colorida, em cada cântico. 
 
Deponho as armas. Nós vencemos, Hashem.


ENGLISH VERSION:

 
LAYING DOWN MY WEAPONS

Dalva Agne Lynch

 

There´re toys scattered all over the livingroom floor and furniture. Picture books cover the phone table and the sideboard.
 
Under the big lighted Christmas tree, my two small grandchildren, Tyler e Zachary, play with their legos. From the couch, with her legs crossed, my daughter Suzi watches the scene.
 
Twenty five years ago, on Christmas 1985, my three older children were kidnapped by the infamous Christian group The Family International, also known as The Children of God, and disapeared in the Far East.
 
Twelve years later, on July 1997, Suzi´s brothers fled but she remained, because she was underaged. And so my battled continued, in spite of the happiness of having my two boys back.
 
Today I´m a mere wraith of what I was. The weariness of all the years of battle took away almost everything I had, leaving behind only a shadow.
 
That is me at the foot of the stairs. Weakened arms and deep shadows under my eyes. Feet that stumble as they walk. Eyes clouded by the years of study, research, work and an apparently endless fight.
 
There are those who make fun of me, calling me names, making jokes about my confused thoughts, throwing me offences and attacking me. I read their sarcastic words and ponder...
 
What kind of world is this, where victorious warriors are despised and scoffed because they´re not strong and indomitable anymore? What kind of world is this, where arrogance and strenght are more respected and desirable than the final victory agains evil?

And then I understand.
 
I lift up my head and watch the scene on my livingroom. Let the scorners laugh! On this Christmas, Hashem celebrates with me in each colorful light, in each carol. 

I lay down my weapons. We won, Adonai.
 
 
 
Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 07/12/2010
Alterado em 26/05/2018
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA