Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


Versão em português depois da em inglês)


AMOR - Algumas considerações que deveriam ser óbvias

₢ Sarah D.A.Lynch


- Não há força maior do que o amor. É através dele que nos assemelhamos ao Criador.
 
- O oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença. Ódio também é  um sentimento - indiferença é a ausência de sentimento.
 
- O verdadeiro amor custa, e quanto maior for o amor, maior será o custo. É fácil amar um bebê sorrindo, um cãozinho fazendo peripécias, uma bela mulher, um homem charmoso. O difícil é amar uma criança ou adolescente problemático,  um animal ferido, uma pessoa idosa e rabugenta. Mas o Eterno fez de forma tal, que são estes últimos os que mais precisam de amor. E isto porque o verdadeiro amor, o amor que é Divino, ama os desamados.

- Sim, o amor é paciente e benigno, mas não é destituído de lógica. Ele impõe limites de individualidade e limites de tolerância. O verdadeiro amor não é pusilânime, mas sabe quando dizer: "até aqui, mas não além".

- Sim, o amor "tudo sofre, tudo crê, tudo espera", e também "não busca os seus interesses". Contudo, amar não é permitir que alguém use e abuse de você. Amor não é sinônimo de submissão abjeta. Amor começa com amor próprio, e quem não defende a própria individualidade, não possui livre arbítrio suficiente para amar a outrem. E por que seria isto? Porque o verdadeiro amor é, sobre tudo, um ato de livre arbítrio - livre escolha.

- SOBRE TODAS AS COISAS, AMOR NÃO É AQUILO QUE SE RECEBE, MAS AQUILO QUE SE DÁ.



ENGLISH VERSION


 

LOVE -  A few thought that should be obvious

₢ Sarah D.A. Lynch


- There´s no stronger force than love. This is what makes us godlike.
 
- The opposite of love isn´t hate, but indiference. Hate is also a feeling - indiference is absence of feelings.
 
- True love costs something, and the greater the love, the greater will be the cost. It´s easy to love a smiling baby, a frolicking puppy, a beautiful woman, a handsome man. Hard is to love a problematic child or teenager, a hurt animal, a cantankerous old man or woman. However, the Eternal made it so that those are the ones who need love the most. And the reason is that true love, divine love, loves the unlovely.

- Yes, love is patient, love is kind, but it´s not without logic. It sets limits of individuality and limits of tolerance. True love is not pusillanimous, that is, weak, but it knows when it has to say, "up to here and no further".

- Yes, love "suffers all things, endures all things, hopes all things", and also "it is not self-seeking". However, love doesn´t mean to allow someone to use and abuse you. Love isn´t abject submission. Love begins with self steem and whoever doesn´t deffend his or her own individuality doesn´t have enough free will to love someone else. And why would that be? Because true love is an act of free choice.

- ABOVE EVERYTHING ELSE, LOVE IS NOT SOMETHING WE RECEIVE, BUT SOMETHING WE GIVE.

 
Site oficial da autora: www.dalvalynch.net

Endereço da autora na Rede de Escritoras Brasileiras - REBRA: http://rebra.org/escritora/escritora_ptbr.php?id=1158



 Ilustração: Uriel, o Arcanjo da Justiça e da Misericórdia - animação da autora


 

Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 16/07/2009
Alterado em 07/05/2016
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA