Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


English version after the one in Portuguese
 
il. "Ophelia", com montagem da cabeça da autora

 

Tecelagem II


© Dalva Agne Lynch 

 
Mágico é o som de tua voz, soando para além das palavras proferidas
Magnetizando esse momento do ser-se, o momento chamado agora.
Mágico é o pensamento que se me vem de repente, de que talvez -
Somente talvez -  existam as barreiras e as cadeias para o sentir.
Sinto esse despertar vindo de longe -  com as primeiras vozes
Com os primeiros raios de luz penetrando pela janela aberta
Iluminando uma realidade que eu queria fazer inexistente
Feita de sentido, desta vez um sentido real de palavras
Tu falando em descobertas de amor, de riso, encanto.
Teu corpo afinal dançando em beleza, em juventude
Teu ser aprendendo o que vem a ser o amor total.
Teu sentir enfim crescendo em conhecimento
Longe de mim... Sem nada advindo de mim
Além das palavras que trancei pela noite
Tecendo-te junto ao Nome do Infinito.
Foi isto o que te recriei para sentir
Foi isto o que te libertei para ser
Tecelã e fiandeira que sou eu
Tecendo no círculo de fogo
No centro de mim mesma
A Estrela que te faltava.
E te vejo levantar-se
Esvaída de sentir
Cansada de ser.
No som do dia
Durmo enfim.
No silêncio
Tu ecoas.
Eu teço.
Sonho.
Sou.

ENGLISH VERSION


WEAVING



© Dalva Agne Lynch 



Magic is the sound of your voice echoing beyond audible words
Magnetizing the moment of just being, this moment called now.
Magic is this sudent thought that comes to me, that maybe -
Just maybe, there are barriers and chains to our existence.
This awakening comes from afar, with the firsts sounds
The first rays of light coming through the open window
Illuminating a reality I truly wish was unreal, inexistent
A reality made of meaning, a real meaning of words
You speaking of love, of laughter, of enchantment.
Your body at last dancing in the beauty of youth
Your entire self learning the meaning of love
Growing in knowledge, growing in wisdom
Away from me - with nothing from of me
Besides the words I spun and braided
Weaving you with the Infinite´s Name.
That´s what I´ve created you to feel
That´s what I´ve freed you to be
Weaver and spinner that I am
Weaving in a circle of fire
On the center of myself
The Star you needed.
Now I see you stand
And I feel so empty
I feel so exausted...
And at your dawn
I fall in silence.
As you sound
In dreams
I weave
I spin
I am.
 
 



 
Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 09/06/2009
Alterado em 14/08/2016
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA