Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


Caro leitor, depois de receber dezenas de e mails acerca deste poema, "corrigindo-me" a respeito do nome da Tocata de Bach, decidi colocar aqui uma explicação.
Amigos, o título abaixo é UM JOGO DE PALAVRAS com o nome da música de Bach, Tocata e Fuga em Ré Menor (in D minor, em inglês).
Para entender o jogo de palavras feito, por favor leia o poema:
 

Tocata e Fuga em Dó Menor
 

 
Mas o mundo, criança
o mundo não quer saber de penas.
- Bastam-me as minhas, e quero esquecê-las! -
E quando sua face contorcida aparece
assim, de repente
em um poema
em uma foto de jornal
em uma figura deitada na calçada
voltam-se e fogem
aumentam o volume da música
o líquido do copo
o pó, o fumo, a viagem
a dança desenfreada
as compras inúteis
os beijos em bocas desconhecidas
o retorcer dos corpos.
Sim, o mundo esquece as penas, criança
mas não as próprias.
E a tragédia
está não em que hajam penas
mas que haja esquecimento.
Que haja fuga da dor maior.
Pois não sabes, criança
que é mergulhando nas penas
- aquelas que não são tuas -
que mitigas as que te assolam?
O entrelaçado da vida
faz-te partícipe da dor alheia.
E é quando estendes o garfo
que te esqueces da fome
quando abraças a mãe abandonada
que te esqueces da solidão.
quando recebes a criança ferida
que te desaparecem as dores
quando levantas um homem do chão
que te colocas em pé.
E é então, criança
que aprendes a fazer das penas
as tuas asas.
E é então
- tocado pelo dó maior -
que tens direito à fuga
de teus próprios ais.


Ilustração: foto tirada por minha filha Mercedes del Rey no Centro de São Paulo

 
Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 20/03/2009
Alterado em 16/05/2016
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA