Dalva Agne Lynch (Sarah)

Site oficial

Textos


Acalanto para um Poeta



Deita tua cabeça cansada
em meu regaço.
Poeta que sou
entoarei cantigas que te acalantem
com sons que se amoldem ao vento
no cume dos altos montes
nas campinas de alecrim.
Poeta que és
sonharás com o vento
com montes e  com campinas
e repousarás.
Depois
desmemoriados
ressurgiremos com canto e sonho
- e o perfume de alecrim -
na absurda similitude
de dois poemas.



fig. encontrada na Net
Dalva Agne Lynch
Enviado por Dalva Agne Lynch em 10/01/2009
Alterado em 27/02/2017
Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA