Sarah D A Lynch

Site oficial da escritora Sarah D. A. Lynch

 
 
Não busque em meus textos o ritmo, a rima
A originalidade. O que digo saiu da disritmia da vida
Da desigualdade do destino
Do lugar comum que é o sofrimento
Que, como o Eterno
Não faz distinção de pessoas.


Don´t seek for rythm and rhyme and originality
In my writings. What I write
Comes from the dysrhythmia of life
From the unevenness of destiny
From the common place of suffering
Which - like the Eternal -

Has no partiality.


Texts with * are also in English


 

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Endereço da autora na REBRA: http://rebra.org/escritora/escritora_ptbr.php?id=1158